Coworking segmentado: prós e contras

Atualizado: 6 de Nov de 2018

Você conhece essa nova tendência do mercado de coworking? Confira com a gente os prós e contras do coworking segmentado.



O coworking segmentado é uma tendência, mas tem seus prós e contras.

Os coworkings segmentados são uma tendência do meio para 2018. Já é possível encontrar no mercado espaços compartilhados voltados a profissionais da área de saúde, engenharia, arquitetura, design, moda etc.


Quando Brad Neuberg criou o primeiro espaço de coworking no mundo em 2005, a proposta seria de que profissionais de diversas áreas se concentrassem em um mesmo espaço, compartilhando estações de trabalho, internet, impressora, banheiro, ideias, conhecimentos e fazendo networking.


Com a expansão dos coworkings pelo mundo, estes espaços identificaram que profissionais de determinadas áreas procuravam estações de trabalhos para dividir espaço com profissionais que exercessem a mesma função que a sua. Foi aí que surgiu a ideia da segmentação dos escritórios compartilhados.


Há diversas vantagens para o founder em segmentar o coworking e uma delas é que você acaba se tornando referência, pois o público acaba te procurando justamente por você ser especializado. Para o coworker também é vantajoso, uma vez que espaços segmentados podem atender muito mais à suas necessidades do que um espaço que está aberto a todo tipo de público. Por exemplo, um profissional de moda que está pensando em partir para um espaço compartilhado pode achar mais interessante um coworking voltado para a sua área, pois lá este profissional encontrará à sua disposição um ambiente exclusivamente voltado para o seu mercado, com ferramentas e salas que propiciam o desenvolvimento do seu trabalho.


A troca de ideias e parcerias podem funcionar muito bem em um coworking segmentado, porém este ambiente está limitado a apenas um mercado, fazendo com que você fique preso na sua caixinha, impedindo o contato com outras áreas e até áreas correlatas. Por exemplo: um arquiteto, em um coworking convencional, pode trocar ideias e fechar parcerias com a equipe de design e criação, o que seria impossível em um coworking segmentado.


Cabe a você avaliar quais os objetivos, como founder, quer alcançar com seu coworking, e a você como coworker, quer alcançar na sua carreira profissional. Ambos os espaços vão te proporcionar as mesmas características do coworking que são: redução de custos, networking, troca de parcerias, ambiente profissional, escritório virtual, salas de reuniões, café etc.


Se o seu objetivo como coworker é estar antenado e atualizado somente na sua área de atuação, talvez o coworking segmentado seja para você. Mas se você é o coworker aberto às novas ideias e procura um trabalho mais colaborativo entre áreas, talvez o coworking convencional atenda mais às suas necessidades. Para você founder que tem como objetivo ser referência em determinado mercado, o coworking segmentado talvez seja o caminho a ser trilhado. Mas se o seu coworking tem como missão acolher a todas as áreas e expandir a ideia de colaboração, o coworking convencional é sem dúvidas a melhor opção.

© 2018 Easy Work

23f6553203a44ed79a94f94b39649ecb.png